Femoral positioning in uences ipsi-and contralateral anterior cruciate ligament rupture following its reconstruction: Systematic review and meta-analysis

Artigo realizado no núcleo de estudos do Instituto Wilson Mello é publicado na edição online de agosto do World Journal of Orthopaedics, periódico "open access" que é indexado ao Pubmed. Nesta nova publicação estudamos através de uma revisão sistemática a influência da técnica de reconstrução do LCA na incidência de re-lesão ou lesão do LCA do outro joelho. Encontramos que a técnica transtibial leva a uma menor incidência de re-lesão do enxerto do que a técnica anatômica (4,9% vs 6,5% respectivamente). Porém, quando comparamos com a incidência de lesão do LCA do joelho contralateral (7% para ambas as técnicas), temos que, na verdade, é a incidência de re-lesão na técnica anatômica que se aproxima do índice de lesão no "joelho normal"(contralateral). Ou seja, talvez não seja a técnica anatômica que causa mais re-lesão, mas a falha do enxerto transtibial é que é menor do que deveria ser, provavelmente por um posicionamento inadequado do enxerto, que faz com que simplesmente ele não transmita as forças que deveria... Achado muito interessante!! Clique aqui para baixar o artigo na íntegra